Sexta-feira, 6 de Agosto de 2010

Toma da pílula e preservativo

Cara Sr.ª Dr.ª Maria João Mendonça;

 

Desde mais quero agradecer imenso a si, pela disponibilidade em responder às nossas questões, tanto minhas como de outras mulheres. É de facto, muito bom.

 

O meu caso é o seguinte: Tenho 17 anos de idade, sou menstruada desde os 11. No início o meu período era muito desregular, tendo até hemorragias. Até aos 17 anos nunca tomei a pílula, primeiro porque a minha mãe dizia que era nova, e com o tempo poderia regular e segundo porque a minha médica de família aconselhava a não me "queimar" tão cedo. Aos 15 anos, a mando de a médica de família visto que levava muitas queixas das hemorragias, fiz uma ecografia sendo detectados pequenos quistos não malignos nos ovários, e, pela primeira vez  foi-me recomendada a pílula. É certo que não a tomei, pois a minha mãe disse que ainda era cedo. A história do período desregulado e de fluxo bastante abundante continuou. Aos 16, começou a ser mais regular, já não sendo 7 a 8 dias, mas sim de 4 a 5. No ano passado, ainda com 16 tive o meu primeiro namorado, com quem tive há 7 meses atrás a minha primeira vez, já com 17 anos. Ainda não tomava a pílula, mas usei preservativo, correu tudo bem; tirando a situação de que me provoca alergia. Um mês depois, contei á médica que finalmente me passou uma pílula fraca de nome: Etinilestradiol+ Gestodreno Generis 0,020mg+0,075mg. Depois de a tomar no primeiro mês fiz o exame a ver se se adaptava a mim, e deu positivo, então continuei...

 

O ponto é o seguinte, não podendo usar preservativo pela alergia, utilizei sempre a pílula como método contraceptivo. Tendo eu o período finalmente regulado, sem dores e sem fluxo abundante de duração de 3 a 4 dias, pergunto se eventualmente hoje 6 meses depois de tomar, se por acaso o meu parceiro se "vir" dentro de mim, poderei engravidar?

 

Agradecia uma resposta breve, por favor.

Com os melhores cumprimentos.

 

RESPOSTA

 

Muito obrigada. Tenho todo o gosto em puder responder às dúvidas que me têm sido colocadas e fico muito satisfeita em  puder ser útil.

A pílula é eficaz 7 dias após o início da toma, quer isto dizer que, no seu caso não tem qualquer problema relativamente à contracepção, no entanto, nunca se pode esquecer que a contracepção hormonal oral previne a gravidez (quando tomada de forma correcta), regulariza a menstruação, melhora as dores menstruais e diminuiu o fluxo menstrual mas não protege de infecções sexualmente transmissíveis. O uso do preservativo é fundamental. No caso de alergia ao látex existem no mercado preservativos (sem látex) que podem ser adquiridos nas farmácias. Experimente!

publicado por consultorio às 00:42
link do post | comentar | favorito
|

Bem vinda

Este espaço foi criado para esclarecer todas as dúvidas e responder a todas as perguntas na área da Ginecologia.
Envie a sua questão para mjmendoncabhlxxi@sapo.pt

Dr.ª Maria João Mendonça

Licenciada pela Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa, com especialização em Ginecologia e Obstetrícia.
Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Medicina da Reprodução no British Hospital Lisbon XXI.
Docente na Escola Superior de Enfermagem e regente da Cadeira “Saúde e Gravidez” no Curso de Mestrado da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

British Hospital

Morada: Rua Tomás da Fonseca, Edifícios B e F
Torres de Lisboa
1600-209 Lisboa

Telefone: +351 217 213 400
Fax:+351 217 213 465
E-mail: info@british-hospital.pt

pesquisar

 

posts recentes

Ovários multifoliculares

Pílula

Nódulos na mama

Engravidar

Método Essure

Malformação do útero

Menstruação

Acne e ovulação

Gravidez in vitro

Toma da pílula

Toma da pílula

Colo do útero

Engordar com a pílula

Candidiase

Disovulação

Temas

“borras de café”

abdominoplastia

acne

acne rosácea

alimentação

alteração

alteração hormonal

alteração na transpiração

amamentar

amenorreia

analises fígado

ansiedade

ataques de pânico

atraso menstrual

auréolas mamárias

ausência menstruação

avc

cancro de mama

candidiase

ciclo menstrual

clítoris

colesterol

comichão

consulta ginecologia

consultas

contracepção

contraceptivo

corrimento

corrimento com sangue

cremes

curetagem

diarreia

dor

dor de cabeça

dores

dores mamilos

dosagem

dose hormonal

eco mamária

ecografia

ecografia pélvica

eficácia contraceptiva

eficácia pílula

embrião

endometriose pélvica

engordar

engravidar

espermatozóides

exame

excesso pêlos

fertilidade

fiv

fluxo menstrual

folículos

formação nodular

genérico

ginecologia

gravidez

gravidez ectópica

gravidez gemelar

hemorragias

higiene

higiene intima

hipertensâo

hormonas

inchada

incomoda

incomodo

incompatibilidade

infecção

infecção fúngical

infecção urinaria

infecção vaginal

infertilidade

interferência outros medicamentos

intestino

laqueação de trompas

laqueação trompas

lesão

lubrificantes

mastalgia

medicação

medicação com risco

medicação e stress

medicamentos

medicina reprodução

menstruação

ovários

ovulação

período

pílula

preservativo

relações sexuais

sangramento

teste gravidez

toma da pílula

tratamento

útero

vagina

vida sexual

todas as tags

arquivos

links

subscrever feeds