Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Ovários poliquísticos

Boa noite,

 

Ola.

 

Vou começar por explicar a minha situação. Fui menstruada aos 14 anos e nunca fui regular, aos 16 anos fui pela primeira vez ao ginecologista. Disse que Tinha sindroma de ovarios ploquisticos e que dificilmente poderia engravidar. Começei a tomar a pilula, e tomei durante 13 anos seguidos. Mas entretanto, como não estava nada contente com as respostas, consultei mais 2 medicos e as respostas eram sempre as mesmas. Entretanto consultei um especialista em fertilidade em Espanha e ai consegui ouvir algumas palavras com esperança. Quando casei, eu e o meu marido queríamos muito ter um filho, casei em Maio e em Dezembro deixei de tomar a pílula. Os problemas começaram. Tive 6 meses sem período e fiz um tratamento com comprimidos para "puxar" o período e poder fazer ovulação. Mas continuava tudo na mesma e fiz esse tratamento mais 3 vezes até que depois de 2 anos te ter deixado a pílula veio a melhor noticia que eu e meu marido podíamos ouvir. Estava grávida. Passado 9 meses nasceu "akilo" que pensamos que seria impossível. O nosso lindo menino. Agora o menino já tem 4 anos e se consegui ter um porque não tentar ter um segundo. Deixei a pílula em Abril, o período veio em Maio, mas não voltou mais. Fui ao médico, continuo com ovários ploquisticos e tenho amenorreia. Tenho nova consulta em Janeiro. Tenho imensas dores de cabeça, engordei 6 kilos em 6 meses e imenso calor.Tem tudo a ver?

Posso voltar a tomar os comprimidos para me vir o período? O provera. Não há  problema?  e poder assim ter ovulação para poder ter outro filho?

 

RESPOSTA

 

Boa noite,

Sabe que cerca de uma em cada cinco mulheres tem ovários poliquísticos, este termo refere-se ao aspecto ecográfico do ovário .No Síndrome do ovário poliquístico (SOP), além dos ovários poliquísticos as mulheres apresentam um ou mais sintomas, quero dizer com isto que, nem todas as mulheres com ovários poliquísticos têm SOP, mas todas as que têm SOP têm ovários poliquísticos.

Relativamente à sua pergunta respondo que sim, pode e deve tomar "provera" 2 comprimidos/dia durante 5 dias e esperar que a menstruação apareça. A minha recomendação é que consulte o seu médico assistente pois, provavelmente terá indicação para iniciar fármacos para induzir a ovulação.

 
publicado por consultorio às 21:49
link do post | comentar | favorito

Bem vinda

Este espaço foi criado para esclarecer todas as dúvidas e responder a todas as perguntas na área da Ginecologia.
Envie a sua questão para mjmendoncabhlxxi@sapo.pt

Dr.ª Maria João Mendonça

Licenciada pela Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa, com especialização em Ginecologia e Obstetrícia.
Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Medicina da Reprodução no British Hospital Lisbon XXI.
Docente na Escola Superior de Enfermagem e regente da Cadeira “Saúde e Gravidez” no Curso de Mestrado da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

British Hospital

Morada: Rua Tomás da Fonseca, Edifícios B e F
Torres de Lisboa
1600-209 Lisboa

Telefone: +351 217 213 400
Fax:+351 217 213 465
E-mail: info@british-hospital.pt

pesquisar

 

posts recentes

Ovários multifoliculares

Pílula

Nódulos na mama

Engravidar

Método Essure

Malformação do útero

Menstruação

Acne e ovulação

Gravidez in vitro

Toma da pílula

Toma da pílula

Colo do útero

Engordar com a pílula

Candidiase

Disovulação

Temas

“borras de café”

abdominoplastia

acne

acne rosácea

alimentação

alteração

alteração hormonal

alteração na transpiração

amamentar

amenorreia

analises fígado

ansiedade

ataques de pânico

atraso menstrual

auréolas mamárias

ausência menstruação

avc

cancro de mama

candidiase

ciclo menstrual

clítoris

colesterol

comichão

consulta ginecologia

consultas

contracepção

contraceptivo

corrimento

corrimento com sangue

cremes

curetagem

diarreia

dor

dor de cabeça

dores

dores mamilos

dosagem

dose hormonal

eco mamária

ecografia

ecografia pélvica

eficácia contraceptiva

eficácia pílula

embrião

endometriose pélvica

engordar

engravidar

espermatozóides

exame

excesso pêlos

fertilidade

fiv

fluxo menstrual

folículos

formação nodular

genérico

ginecologia

gravidez

gravidez ectópica

gravidez gemelar

hemorragias

higiene

higiene intima

hipertensâo

hormonas

inchada

incomoda

incomodo

incompatibilidade

infecção

infecção fúngical

infecção urinaria

infecção vaginal

infertilidade

interferência outros medicamentos

intestino

laqueação de trompas

laqueação trompas

lesão

lubrificantes

mastalgia

medicação

medicação com risco

medicação e stress

medicamentos

medicina reprodução

menstruação

ovários

ovulação

período

pílula

preservativo

relações sexuais

sangramento

teste gravidez

toma da pílula

tratamento

útero

vagina

vida sexual

todas as tags

arquivos

links

subscrever feeds